Compliance, a auditoria contínua que melhora desde o ambiente de trabalho até as finanças.

A Lei 12.846/2013, conhecida popularmente como Lei da Empresa Limpa, indicou uma nova diretriz para pessoas jurídicas no Brasil: a responsabilidade administrativa e civil pela prática de atos contra a administração pública.

Ao impor regras específicas sobre o que empresas podem ou não fazer e os prejuízos ao fazer más escolhas, o dispositivo aumentou a necessidade de atenção das pessoas jurídicas em suas relações com o Poder Público e a importância de seguir regras estritas.

Essa espécie de auditoria contínua tem o nome de Compliance. Comply, em inglês, significa “agir conforme a regra”. Sua tradução exemplifica o significado. A técnica mistura práticas da auditoria, como a revisão de dispositivos legais, com teorias da gestão e administração, contribuindo para boas práticas de governança corporativa. É uma auditoria contínua e preventiva. O objetivo é garantir que a empresa esteja seguindo leis, normas e condutas impostas não penas pelas autoridades, mas também regras internas de conduta impostas pela própria empresa.

Um dos efeitos práticos de um Programa de Compliance bem estruturado e implantado é a melhora da transparência e do controle sobre as finanças da empresa. Há uma visão mais realista e holística sobre sua situação financeira e fiscal. A segurança para tomar caminhos mais ousados, como a aquisição de mais insumos, um investimento numa nova área ou até uma possível aquisição ganham mais segurança. Conferindo maior controle, compreensão das regras e transparência aos processos, permite-se que as tomadas de decisão sejam técnicas.

Outro efeito prático da implantação de um Programa de Compliance bem estruturado e efetivo é a prevenção de possíveis danos, principalmente de imagem. A auditoria muitas vezes atua como um pente fino. Desvenda pontos obscuros e possíveis falhas de administração ao longo do período. Ela indica o exato prejuízo. Por sua vez, as iniciativas de Compliance visam prevenir essas falhas e ajudam a evitar danos antes mesmo deles se tornarem reais.

Um Programa de Compliance bem estruturado e efetivo melhora não apenas a parte burocrática e administrativa de uma empresa. Feito com transparência e bom senso, ele melhora o ambiente de trabalho e o relacionamento da empresa com fornecedores e prestadores de serviço. Os benefícios para a imagem da empresa são imediatos.